Documentário protagonizado por mulheres aborda força do empreendedorismo
Documentário protagonizado por mulheres aborda força do empreendedorismo
27/07/2022

Documentário protagonizado por mulheres aborda força do empreendedorismo

Empreendedorismo. Essa palavra, que parece sofisticada quando dita em voz alta, é, a verdade, sinônimo de sobrevivência para milhares de brasileiras. Segundo um estudo do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), no último trimestre de 2021, o volume de mulheres à frente de um negócio no Brasil subiu para 10,1 milhões – o resultado ultrapassa o registrado em 2020 e se equipara aos últimos três meses de 2019, ano que antecedeu a pandemia.

Para essas mais de 10 milhões de brasileiras, empreender é sinônimo de encontrar um meio de sustentar a família e criar a coragem de enfrentar muitas barreiras para iniciar o próprio negócio como empreendedoras

Essa batalha diária enfrentada por tantas mulheres é exibida na série documental “Todo Dia É Dia“, projeto criado pela Consul. Ao longo de 8 episódios, todos disponíveis no Youtube, a produção conta as histórias de 11 mulheres, de diferentes regiões do país, que conseguiram mudar suas vidas e a de suas famílias após acreditarem em si e abrirem o próprio negócio com apoio do Consulado da Mulher.

A série é produzida em parceria aos diretores de cinema Murilo Meola e Letícia de Bortoli. Juntos, ao longo de vários dias, eles mergulharam no universo do empreendedorismo feminino em mais de 30 horas de entrevistas e 15 mil quilômetros rodados.

Cada episódio conta a história de uma personagem da vida real, como a Neurilene, uma indígena que abriu o primeiro restaurante da Comunidade Indígena Três Unidos, no interior do Amazonas; ou da Antonia, que após se curar de um câncer, resolveu deixar o emprego e trabalhar com o que sempre sonhou: doces e salgados.

Consulado da Mulher
Idealizado pela Consul, o Instituto Consulado da Mulher é um projeto que incentiva e viabiliza geração de renda para melhorar a qualidade de vida das pessoas, investindo no empreendedorismo feminino. Nos 20 anos de atuação da iniciativa, mais de 37 mil pessoas já foram beneficiadas e 1 387 projetos já foram apoiados por todo o Brasil.

“O Consulado da Mulher é um facilitador, pois descomplica e traduz o mundo do empreendedorismo formal para o informal. As histórias das 11 mulheres do documentário têm conexão com o momento que muitas outras estão vivendo, de dificuldade financeira, de desacreditar no próprio potencial, de ter o sonho de abrir um negócio, mas não achar que é capaz. Queremos reforçar o poder dessas mulheres e mostrar que sonho impossível é aquele que ninguém tentou realizar”, explica Allyne Magnoli, Diretora de Marketing da Whirlpool.

No ano passado, pela primeira vez, o Consulado da Mulher realizou uma pesquisa com mulheres que passaram por seus programas de capacitação, entre 2016 e 2019, para entender o impacto de suas atividades ao longo do tempo, de 3 a 5 anos após a assessoria. O levantamento apontou que 80% das entrevistadas continuam empreendendo, 89% continuaram aumentando o faturamento e 55% seguiram fazendo reformas e melhorias na casa e no negócio após o programa.  

Fonte: Claudia - Abril

MIDIA SOCIAL